O Prêmio Interamérica foi entregue pela primeira vez no ano de 2012 e desde o momento de sua conceição teve uma importância simbólica para o Congresso das Américas sobre Educação Internacional (CAEI), suas organizações membros e comunidade interamericana do Ensino Superior.

O propósito deste prestigioso reconhecimento é celebrar as realizações de personalidades de reconhecida trajetória na nossa região que se distinguiram por seu apoio ao ensino superior, às atividades de cooperação internacional no continente americano, ou por sua contribuição ao estabelecimento de vínculos culturais estreitos entre as diferentes nações do hemisfério.  Esta distinção busca também gerar um reconhecimento do trabalho que distintas personalidades realizaram para melhorar o bem estar e as condições de vida dos povos das Américas.

O CAEI tem como objetivo entregar este prêmio de maneira bianual, em cada nova edição do Congresso, propondo também uma diversificação geográfica entre os vencedores, para fomentar a participação das diferentes nações de nossa região.

2017 – Roberta L. Jamieson

Roberta L. Jamieson dedicou sua carreira aos direitos das Primeiras Nações no Canadá a través da educação como ferramenta de capacitação social. Identificada como uma das “mulheres mais influentes do Canadá”, Roberta L. Jamieson se caracterizou por ser pioneira, como mulher e indígena, no alcance de grandes realizações -primeira mulher indígena a receber um diploma em direito no Canadá, a ocupar o cargo de Defensora do Povo de Ontario e a ser eleita Grande Chefe das Seis Nações dos Territórios do Grande Rio, além de ser membro, como primeira não-parlamentária, de um dos comitês da Câmara dos Deputados, e de ter sido investida como Oficial da Ordem do Canadá – e nesta ocasião, novamente, é pioneira como mulher, como indígena e como canadense, ao receber o Prêmio Interamérica.

2015 – Ignacio Ellacuría
Ellacurìa

Ignacio Ellacuría, filósofo, acadêmico e pesquisador que foi um ator fundamental na vida universitária do seu tempo e reitor da UNIVERSIDAD CENTROAMERICANA (UCA) “José Siméon Cañas” de 1979 até sua morte em 1989, foi distinto com o Prêmio Interamérica 2015. Na figura de Ignacio Ellacuría, se celebra as realizações de uma personalidade de grande trajetória na nossa região que não somente se distinguiu por apoiar o ensino superior, como também porque suas reflexões conceituais e ações responderam a sua preocupação central em relação com o papel da “Universidade” na melhora do bem-estar e das condições de vida dos povos das Américas.

2013 – Luiz Inácio Lula da Silva

LulaO Prêmio foi entregue durante CAEI 2013 a Luiz Inácio Lula da Silva, Ex-Presidente da República Federativa do Brasil, em reconhecimento de sua destacada contribuição ao ensino superior de seu país assim como de seu compromisso na construção de espaços regionais. Durante a sua presidência se criou mais universidades, instituições de Ensino Superior e escolas técnicas do que em qualquer outro mandato anterior, representando a maior iniciativa de inclusão social que se tenha desenvolvido na história moderna do Brasil, convertendo-se assim num ponto de referência tanto no âmbito nacional como mundial. Consulte o video oficial de Lula aqui.

2012 – Carlos Fuentes

FuentesDurante a segunda edição do CAEI (Brasil 2012) o Prêmio Interamérica foi entregue ao renomado escritor Carlos Fuentes quem, ao longo de sua carreira, lutou pela justiça, a solidariedade e a criação de modelos de desenvolvimento que resgataram a história e as raízes culturais de nosso hemisfério. Consulte o video do Prêmio 2012 aqui.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]